“Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco”

Salmos 6.2

O cristianismo que aprendemos nos últimos 40 anos deturpou muitas verdades bíblicas, fazendo de nós, cristãos modernos, muito desajustados e destoantes do perfil do verdadeiro crente. Por conta da confissão positiva e das demais doutrinas oriundas do movimento carismático, nasceu um cristianismo triunfalista, onde a vontade de Deus para os crentes é somente vitórias, sucesso, triunfos e conquistas terrenas. Não se pode perder jamais!

Outro filho desse movimento é uma espécie de doutrina dos “supercrentes”. São os “mais que vencedores”. Aqueles que “podem todas as coisas naquele que os fortalece”. Crentes que não podem ficar doentes. Tem eles autoridade para repreender demônios, enfermidades, além de amarrar esse ou aquele mal. Eles decretam, determinam, não sentem medo, não podem ter seus lares assaltados por bandidos, tampouco perderem o emprego. O resultado de tudo isso é pensarem que são muito fortes, ao ponto de não necessitarem mais de Deus diariamente. Entretanto a grande verdade é que a maioria está em derrota constante, para o pecado, o mundo e o diabo.

Não é essa a doutrina que a Escritura afirma. A Bíblia diz que somos fracos! Oh, e como somos! E é nessa fraqueza que mostramos nossa dependência de Deus. Em nossa fraqueza Ele, o soberano, mostra o quanto é forte.

Meu querido irmão, não se engane: Você é fraco, eu sou fraco, todos nós somos fracos e débeis. Você deve se despojar de todo esse “entulho teológico contemporâneo triunfalista” e jogar a toalha. Baixar a guarda dizer ao Senhor: “Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco”. Confessando sua fraqueza, se jogando aos pés do Senhor, Ele irá ao seu socorro, acalmando seu coração e te dando um grande livramento. Quem confia no Senhor é forte e muito forte!´

Paulo Junior

COMPARTILHAR